Páginas

quarta-feira, 23 de março de 2016

Uma outra teoria da evolução.

Humanos são descendentes dos répteis e tem DNA "divino" e alienígena? 





Você deve achar que o ser humano é uma forma de ser vivo que nasceu na Terra e que evoluiu do macaco, mas se após ler essa teoria, você vai se chocar com a realidade. 
Nós somos descendentes de uma classe extinta de cordados chamada Synapsida, a primeira linha de répteis na Terra. Entendeu? Répteis! Quando você se olhar no espelho seus dentes caninos nada mais é que dentes répteis.

A primeira coisa descoberta foi que reptilianos somos nós descendentes de répteis que deram origem ao homem moderno. O que você tem que entender é que o ser humano mantém suas aptidões reptilianas que geneticamente herdamos de nossos ancestrais, isso prova os olhos reptilianos que nós possuímos e que muitos ufólogos e pesquisadores reconhecem ser “olhos reptilianos”. O que a maioria não sabe é que não existem seres reptilianos na Terra, mas nós mesmos, seres humanos! (Não confundam reptilianos com Draconianos).

Enki na cultura da Suméria era conhecido como o deus do conhecimento e da sabedoria, portador dos segredos da vida e da morte. E que gerou o homem através do cruzamento de duas essências, Divina e Terrestre. 
Enki quando reformulou o ser humano usou matrizes primitivas humanoides com DNA Elohim/Anunnaki e criou o ser humano com uma matriz homo sapiens. Esse primeiro homem se chamou Adão que deu origem ao ser humano moderno. Enki usou uma barriga de aluguel Anunnaki para conseguir a união de 3 raças e criar um homem que seria usado na Terra.

Elohim é um substantivo que se refere a "Deus" ou "deuses" quando no plural, usado na língua Hebraica moderna e antiga. É a palavra utilizada na torá para designar as deidades das religiões levantinas das quais o judaísmo, o islã e o cristianismo são alguns representantes.

Os Anunnaki (também transcrito como: Anunna, Anunnaku, Ananaki e outras variações) são um grupo de divindades sumérias, acádias e babilônicas. O nome é alternativamente escrito "a-nuna", "a-nuna-ke-ne”, ou "a-nun-na", ou seja, algo no sentido de "aqueles que vieram do céu" ou "prole do príncipe" (ou extraterrestres).



Bom, a maioria das pessoas acha que quando se cria algo é pare ser escravo, na verdade,  não! Por que alguém criaria escravos usando a própria genética? Pessoas com um DNA igual aos deuses Elohim, por quê? Então, vamos pensar logicamente o homem foi criado para sobreviver e evoluir e não sermos escravos pela eternidade. Quem na verdade queriam os seres humanos escravos são os Anunnakis que trabalhavam na Terra como mineiros do ouro que seria usado na atmosfera de Nibiru. Esses anunnakis queriam e usavam as mulheres e homens como escravos sexuais e também escravos nas minerações.
Quando a elite Anunnaki não permitiu que os Anunnakis que estavam na Terra pudessem ter filhos com os seres humanos recém-criados, houve uma rebelião e que nós conhecemos como a revolta dos anjos caídos, pois Elohim quer dizer anjos ou deuses. A revolta durou um bom tempo e Enlil queria destruir todo o planeta, pois a Terra já não era mais pura como na criação, pois os homens haviam se juntado aos homens e mulheres Anunnakis revoltosos contra a elite Elohim.

Enlil era o deus (dingir) sumério do Ar, senhor das tempestades e outras manifestações naturais ligadas à atmosfera (raio e o trovão). Era, acima de tudo, considerado o conector entre o Céu e a Terra, sendo o responsável pelo distanciamento entre os mesmos.



Então, Enlil resolveu destruir a Terra com um dilúvio aproximando o planeta Nibiru causou uma Tsunami que varreu todo o planeta, mas antes escolheu um homem que também era descendente de Anunnaki, mas que não foi corrompido pelos anjos caídos seu nome era: Noé. 
Enlil era o deus (dingir) sumério do Ar, senhor das tempestades e outras manifestações naturais ligadas à atmosfera (raio e o trovão). Era, acima de tudo, considerado o conector entre o Céu e a Terra, sendo o responsável pelo distanciamento entre os mesmos.

O trecho abaixo foi tirado da Bíblia, porque a Bíblia é uma cópia dos textos sumérios adaptada por fariseus e escribas hebreus com a intenção de mudar o teor das mensagens e adaptá-los para que os homens seguissem uma história falsa de que o deus seria um ser onipotente e invisível.

O nascimento de Noé é relatado no apócrifo de Enoque e relata a história de uma estranha criança. Conta a história que Matusalém escolheu uma esposa para o seu filho Lameque e esta ficou grávida de um filho. Quando este nasceu repararam que era um bebê muito diferente dos outros e o seu pai teve medo. Ao ter medo, dirigiu-se a Matusalém para lhe contar o sucedido e disse-lhe: "Eu tive um filho estranho, diferente de qualquer homem, e a sua aparência é como a dos filhos de Deus do céu; e a sua natureza é diferente e não é como um de nós." (Enoque 106:7)

Matusalém, ouvindo isto, viajou para longe, ao encontro de Enoque e contou-lhe o sucedido e este, ouvindo tudo, lhe respondeu: "O Senhor fará algo de novo na terra, porque na geração de meu pai Jared, alguns dos Anjos do Senhor transgrediram a palavra de Deus e a sua lei, e uniram-se pecaminosamente com as filhas dos homens e tiveram filhos. Estes filhos resultantes desta união foram gigantes, não de acordo com o espírito mas de acordo com a carne. Por isto, Deus destruirá a terra com um grande dilúvio e haverá grande destruição e castigo. E este filho que nasceu de teu filho será salvo, e os seus filhos com ele. E toda a humanidade restante morrerá." (Enoque 106:13-17)

Você vai começar a entender completamente a história de Noé, porque ele recriou a raça humana a partir de sua genética. Mas os homens vivam em média 900 anos porque essa é a idade dos Anunnakis, com o tempo a idade do homem foi diminuindo, porque o homem não seguia mais as leis da criação divina, porque os homens não usavam mais os ensinamentos de Enlil e Enki, eles se tornaram rebeldes e assim a longevidade foi caindo e hoje vivemos em média 90 anos e cada vez mais diminuindo. Mas os cientistas descobriram que a longevidade está ligada ao nosso DNA, algo está errado em nosso DNA que nos deixam mais velhos e fracos.

Bom, a explicação se segue e você vai ter um calafrio quando ler essa teoria. Desde que os Anunnakis partiram da Terra e os sobreviventes da família de Noé, repovoaram o mundo, mas os homens ainda tinham idades entre 900 a 300 anos até que tudo começou.

O envolvimento dos Greys na evolução humana.




Muitos sabem que os Greys, são supostamente a  raça alienígena que mais influência nos fatos do planeta terra, há hipóteses de que os mesmos influenciam ativamente na politica mundial e negocial com as principais potências. Também suponha-se que sejam os principais responsáveis pelas abduções. Mas o que isso tem a ver com a evolução da raça humana?

Primeiro quero dizer que o ser humano não é descendente de Greys, mas estamos sendo infectado por eles, quero chamar a sua atenção para esse modo de pensar: não é pelo lado da imagem humana que devemos saber se estamos sendo invadidos por extraterrestres, mas pelo fato do envelhecimento e para a clonagem humana.
O que acontece é o seguinte: os Greys sofrem de uma doença degenerativa que causa a progéria ou síndrome de Huntchinson-Gilford (que é uma enfermidade genética extremamente rara cujos sintomas se assemelham ao processo do envelhecimento). As principais características são: envelhecimento precoce, estrutura corpórea baixa, calvície, fontanela grande, lábios finos, lóbulo do pavilhão pequeno, sensibilidade ao sol e órgãos genitais não desenvolvidos. Se você perceber eu descrevi um Grey em seus mínimos detalhes. O que isso quer dizer? Qual a relação como os Greys e nós seres humanos? Os casos de progéria são em média 1 a cada 8 milhões de pessoas no planeta, então imagine quantos casos existem no planeta.



Os Greys estão na Terra por uma intenção única retirar genética humana para manter sua civilização que está em fase de extinção, causada pelo uso indiscriminado da clonagem humana e o resultado da clonagem nós já sabemos qual é: o envelhecimento! Greys sofrem de progéria uma doença degenerativa que causa o envelhecimento precoce. Mas se você olhar bem para a foto do menino e de um Grey você vai notar que são quase iguais.


Esse fato é que os Greys usam a clonagem para se reproduzirem, por não terem reprodução parecida com o seres humanos usando mulheres e homens férteis para a absorção de sêmen e barrigas de aluguel, para seus corpos. O resultado é a progéria desenvolvendo-se muito rapidamente e alastrando-se em nosso planeta, bem como os seres humanos também estão desenvolvendo a progéria. O envelhecimento é um sinal de que usamos clonagem humana e que talvez as pessoas nem saibam que podem ser clones de humanoides, criados por eles. A doença só atinge pessoas que foram clonadas por Greys, mas nem todas estão livres de receberem mudanças geneticamente, não há um modo de provar isso, mas se você notar a tabela das idades do ser humano desde a criação de Adão, ela vem decaindo em uma constante. Mas para os cientistas não existiu Adão e não tem como comprovar as idades deles. 


Referências.

http://www.curaeascensao.com.br/segredos_arquivos/segredos/segredos153.html

terça-feira, 23 de junho de 2015

Relações Extraterrestres na Sociedade Moderna (introdução)

Relações Extraterrestres na Sociedade Moderna (introdução)

É notável que os governos ainda não tenham revelado para a população o contato com seres de fora do planeta terra, ou seja, alienígenas, mesmo com milhares de evidências, relatos e até contato direto com os mesmos.

Contudo “sabe-se” que hoje os responsáveis pelo ”governo” de nosso planeta não tenha apenas contato com seres extraterrenos, vai muito além, existem instituições que mantenham relações diretas com algumas raças diferentes de alienígenas, relações essas que afetam e afetaram diretamente a história, política, as guerras entre outros muitos acontecimentos da humanidade. 

Sabe-se hoje que existe até uma hierarquia espacial, pois há fortes indícios de que há duas raças extraterrestres que participa diretamente de toda rotina política e social da terra. A primeira raça seriam os Grays, que são divididos em Grays baixo e os Grays altos ou brancos. A segunda raça são os Dracos, também conhecidos como reptilianos.



Os Grays ou Greys

Segundo os estudos e levantamentos feitos pela ufologia ao longo das últimas décadas, os greys (ou grays) são seres extraterrestres que possuem como características principais: baixa estatura – até 1m30 –, cor de pele variando entre acinzentada e amendoada, pele muito lisa e sem pelos, olhos muito grandes e negros, aspecto medonho, boca fina e sem lábios, narinas mínimas, corpo desproporcionalmente pequeno e raquítico com relação ao tamanho da cabeça, braços bastante compridos e mãos como garras, com somente três ou quatro dedos, entretanto possuem muita força física. De acordo com alguns ufólogos, os greys seriam uma espécie de seres interplanetários vindos do sistema Zeta Reticuli.

Os greys são comumente descritos por pessoas ao redor do mundo em casos de abdução. Geralmente são descritos como seres frios fisicamente e afetivamente, que fazem testes nestas pessoas capturadas, de maneira comum coleta de material biológico (como sangue, muco, sêmen) ou até mesmo experiências sexuais. Em quase todos os relatos coletados pela MUFON, a rede internacional de colaboradores que investigam casos ufológicos, os greys quando não são frios, também são agressivos e perigosos. Os humanos supostamente capturados por eles dizem sentir-se “pequenos”, “indefesos”, “sem forças” etc. na presença deles.


Dos tipos existentes dentro da ufologia, os greys são comumente um dos mais narrados, observados e descritos. Muita especulação existe a respeito deste assunto. Especula-se, também, sobre um possível acordo entre o governo norte-americano e os greys para fins de fornecimento de tecnologia bélica e espacial. Oficialmente, a ciência não reconhece a existência de tais seres e nem os governos mundiais, uma vez que a ciência tende a encarar as afirmações da ufologia com absoluto ceticismo.



Os Dracos ou Draconianos

Os relatos mais impressionantes de contatados referem a existência de uma super raça extraterrena reptiliana, chamada de Draco-reptilianos, oriunda da estrela Alpha Draconis, que dista 215 anos-luz da Terra e que foi outrora denominada estrela polar. Os Draconianos ou Dracos são divididos em duas castas principais, a primeira é composta por guerreiros, que medem de 2,30 a 2,50 metros, e são temidos por toda a galáxia, em razão das suas habilidades de luta. A segunda casta é formada por Dracos de linha 'real', chamados 'Ciakars', dotados de asas e de extraordinários poderes psíquicos.



Segundo a visão Draconiana, eles foram as primeiras espécies inteligentes da galáxia e semearam muitos mundos com sua prole biológica. Os Draco-reptilianos se vêem como os governantes naturais de todos os orbes controlados por Reptilianos; mundos como a Terra. Os seres humanos são vistos por eles como uma espécie inferior. Eles (os Dracos) também estão interessados na exploração dos recursos da Terra, assegurando-se que estes recursos sejam explorados de forma eficiente.

Parece existir uma hierarquia rígida entre Draco-reptilianos e as outras raças extraterrestres. Os Reptilianos de Alpha Draconis, ocupam o topo do comando na Terra, tendo os Reptilianos nativos como imediatos. Esses últimos, por sua vez, comandam os Tall Grays que, a seu turno, tem como subordinados os Short Grays. É descrito também a casta dominante draconiana como Ciakars, que são alados e, portanto, poderiam ser facilmente confundidos com dragões. Jefferson Souza, um ufólogo brasileiro confirma a existência de uma hierarquia entre os Grays e os Reptilianos.


Os Draconianos também pertencem ao grupo daqueles que firmaram acordo com os humanos e dos criam muito problemas para nós, pois atuam ativamente no controle das elites humanas, instituições e sistemas financeiros, promovem o militarismo, criam um clima de escassez, luta e insegurança; usam humanos em experiências, manipulam os Grays e outras raças reptilianas.

Essa matéria que fiz foi em um intuito de introdução pois há ainda muito conteúdo que se diz respeito as intervenções extraterrestres na humanidade moderna, mas pretendo liberar aos poucos esse conteúdo para poder ser melhor assimilado e entendido, espero que tenham gostado dessa postagem

Um grande abraço à todos.

Fonte:

http://fatoefarsa.blogspot.com.br/2013/09/greys-sobre-os-seres-mais-conhecidos-da.html

http://pleidianos.blogspot.com.br/p/racas-extraterrestres.html

http://www.conscendo.org/textos/sodalitas/texto192d.asp

http://www.curaeascensao.com.br/

quarta-feira, 27 de maio de 2015

Anjos Entre Nós!

Anjos Encarnados ou Anjos Humanos

Fala galera, peguei esta matéria de um outro blog, pois pesquisei sobre o assunto recentemente e não passaria de forma tão boa para vocês, um assunto muito interessante que tenho certeza que muitos vão se identificar.

Falar sobre Anjos as vezes pode parecer muito fácil, afinal de contas, eles estão presentes em praticamente todas as culturas e tradições, ainda que possam aparecer com nomes diferentes. Existe toda uma mitologia muito grande por trás desses Seres, e muitas histórias narradas, onde algumas são parecidas e outras um tanto diferentes e até controversas.




   Anjos são Seres lembrados por muitos e em todos os momentos, e dentro do ocultismo também, já que existem muitos sistemas de Magia que trabalham com essas forças Universais. Não só no ocultismo, mas em várias crenças e tradições, os Anjos são utilizados, tanto para se fazer pedidos como para oração, dentre muitas outras funções.
   Nesse texto, não falarei sobre a história dos Anjos, afinal de contas, existem muitas versões diferentes e em todas elas existem algum fundo de verdade. Esse texto se focará em falar dos Seres de essência Angelical, que encarnam nesse Planeta como humanos. Isso não tem nada a ver com os Nefelins, mas sim com algo muito natural no sistema da vida. Para quem ainda não está familiarizado com o assunto de outras raças ou essências não humanas, que encarnam em corpos humanos, sugiro que leiam os três textos que falo sobre os Otherkins, antes de prosseguir essa leitura. Mas caso você tenha chegado aqui pois já ouviu falar sobre o assunto, ou até mesmo desconfia que seja um Anjo encarnado, então você pode seguir essa leitura diretamente, ainda que seja legal ler os textos sobre Otherkins.                                  

   Vamos começar falando sobre as maneiras diferentes que existem de um Anjo se manifestar no Planeta Terra, sendo que vou dar ênfase em 3 maneiras, e dessas 3 duas são através de encarnação.
   Os Anjos podem se manifestar na Terra, primeiramente, e essa é uma forma bem comum até, onde alguns podem perceber quando estão diante de uma situação dessas, pois não é tão difícil de ver. Se trata de quando um Anjo não encarnado aqui se manifesta. Dessa maneira, geralmente, os Anjos aparecem em situações diferentes, mas sempre quando é necessária a ajuda deles, se materializando em formas de animais e até mesmo de humanos. Raramente aparecem em forma de Anjo mesmo. Aparecem nessas formas em situações difíceis ou que exijam tranquilidade, ou até mesmo durante o perigo. Geralmente as pessoas não percebem que se trata de um anjo, principalmente quando é na forma humana.




   Continuando, essas duas formas a seguir se enquadram no assunto em questão, que é quando um Anjo encarna em um corpo humano nesse Planeta.
   A primeira forma é através de uma encarnação direta, ou seja, o Anjo se adapta depois de um período de preparação, e fica o tempo todo na barriga da mãe, até nascer, assim como qualquer humano normal.
   A segunda forma é menos utilizada, já que só é necessária quando o Anjo carrega uma carga e vibração energética muito elevada, e fica impossibilitado de encarnar da forma convencional. Dessa forma, o Anjo permanece durante o período da gestação, em outro Plano, apenas experimentando e se adaptando as energias, sendo que quem está na barriga da mãe é uma outra alma, geralmente humana. Quando essa alma nasce como um bebê, então o Anjo troca de lugar com a alma que encarnou, em comum acordo, ou seja, é como se o Anjo tomasse conta do corpo depois apenas do bebê nascer. Nesses casos, essa troca de almas costuma acontecer mais na idade da infância da criança, entre os 3 e os 7 anos de idade.
                                                  
   Os motivos que levam um Anjo a abandonar seu plano, ou sua Casa, para encarnar em um Planeta tão complexo, um Planeta de Dualidades, planeta de regeneração e considerados por muitos um Planeta de expiação, são variados.
   Claro que existem os Anjos caídos, da forma pejorativa da palavra. Digo isso porque para os Anjos, dizer que é caído não é a mesma coisa que a igreja ou as crenças costuma dizer. Para a maioria dos Anjos encarnados, o fato de descer para um "Plano mais baixo" já é um ato de cair, independentemente do motivo dessa descida. Dentre os motivos, alguns Anjos chegam aqui para cumprir uma missão específica, outros acabam parando aqui apenas por curiosidade, para experimentar como é viver uma vida humana, outros acabam vindo para ajudar na elevação da vibração do Planeta, outros chegam para ajudar outros anjos a despertarem, e também ajudar a humanidade a despertar no geral, e enfim, existem muitos outros motivos. Não existe algo único e específico que obrigue os Anjos a virem aqui. Não existe obrigação alguma, mesmo quando se trata de uma missão, pois quem determina a missão é o próprio Anjo.





   Bom, agora que o Anjo está aqui, então pelo fato de ele ser um Anjo as coisas e a vida deve ser muito mais fácil, não é mesmo? Errado!
   Um Anjo geralmente tem uma percepção muito diferente. Geralmente os Anjos tem um coração muito puro e são muito inocentes. Prefiro dizer que os Anjos acreditam no Amor em qualquer circunstância, mas o fato é que, quando eles entram nesse Planeta, eles esquecem quem são. Ao esquecerem quem são, acabam se perdendo nas energias desse Planeta e acabam entrando na "roda kármica". Sendo assim, os Anjos geralmente levam uma vida muito difícil, pois em seu âmago, eles carregam a pureza e o Amor, mas os problemas da vida comum que todos tem, acabam se tornando muito mais difíceis para eles. Anjos são facilmente enganados, pois tendem a acreditarem facilmente nas pessoas, afinal, eles enxergam o coração da pessoa, o âmago de cada um, e dessa forma é impossível ver maldade. Ao mesmo tempo que a maldade que existe, é algo que destrói o coração dos Anjos. Anjos não suportam ver desigualdade, violência, injustiça.
   Por algum motivo, os Anjos tendem a sofrer muito na infância, seja por problemas na família, como intrigas ou mortes de entes queridos em sequencia, assim como também costumam sofrer bullyng de outras crianças, serem maltratados e injustiçados o tempo todo. No geral, mesmo depois que passam da infÂncia, até mesmo na fase adulta, parece que as pessoas gostam de pisar e humilhar os Anjos. Essas situações todas, acabam levando os Anjos a terem sérios problemas de comportamento, sendo que a maioria acaba caindo na depressão, no abuso do alcool, das drogas, dentre muitos outros problemas psicológicos e psiquiátricos. As pessoas geralmente agem dessa forma com os Anjos, pois mesmo inconscientemente, elas sentem a vibração tão diferente que vem do Anjo, e por algum motivo, essa vibração faz com que a pessoa se sinta inferior de alguma forma, o que é uma grande besteira, pois Anjos despertos sabem que não existe superior e inferior. Somos todos Um em essência.
   Por outro lado, há quem diga que todos esses problemas pelos quais passam os Anjos, fazem parte de uma limpeza energética do Planeta, assim como Jesus que sozinho redimiu o pecado da humanidade. É como se os Anjos fizessem o mesmo, só que divididos em muitos, e não apenas em uma pessoa. Claro que, ao mesmo tempo que acontece tudo isso, existem outras pessoas que conseguem enxergar o anjo como alguem que faz bem, com um grande coração e excelente companhia, sendo que a vibração do Anjo passa a ser algo excelente de estar perto, e não algo que a faz sentir-se inferiorizada. Isso depende muito da pessoa.




   Já que falamos no despertar, então vou entrar nesse assunto tão complicado, afinal de contas, existem milhares de despertares diferentes, sendo que para o Anjo, um desses despertares é exatamente o de ele lembrar o que ele é em essência. Não necessariamente o Anjo deve lembrar seu nome.
   O processo de despertar é muito doloroso algumas vezes, já que ao despertar, o Anjo começa a ficar ainda mais sensível as energias desse Planeta. Começa a se deixar afetar muito mais facilmente por outras energias. Aliás, Anjos sempre acabam se afetando por energias de outras pessoas e de ambientes, o que o faz variar de energia com frequência, e isso geralmente é algo muito ruim, pois o Anjo não só sente mas também absorve essas energias.
   Outro ponto doloroso é o das lembranças. Geralmente os Anjos começam a se lembrar de vidas passadas, e principalmente do tempo em que ainda viviam na "Plenitude", e acabam por se recordar de verdadeiras guerras que aconteceram, dentre muitas outras coisas. Depois o Anjo chega em um momento que é super complicado, que é quando ele não sabe se as experiências que ele vem tendo são alucinações ou se são reais. Essa parte do despertar é quase igual para todos, independente de ser Anjo ou não. É uma linha tênue, entre a insanidade e a saída da Matrix.
   A grande coisa boa de tudo isso é que, com o passar do tempo, e com a maturidade, o anjo desperta mais e mais, e passa então a compreender mais claramente a mecânica do Universo e da Vida no geral, então todos os problemas começam a ficar menores, e aí sim eles conseguem levar uma vida mais tranquila do que a maioria das pessoas, mas chegar a esse ponto é algo que exige uma certa dose de paciência, pois é um caminho que parece ser feito repleto de testes, ainda que não sejam exatamente testes.


   Uma outra parte importante que devo deixar clara aqui é que, Anjos geralmente encarnam em partes, ou seja, não é a consciência total do Anjo que encarna, mas sim somente uma parte. Também é importante dizer que, Anjos costumam ser e pensar diferente entre eles mesmos. É muito comum você encontrar grupos de anjos onde quase nenhum deles pensa igual ao outro. Anjos estão dentro de religiões, fora de religiões. Anjos são religiosos ou são espiritualistas livre. Anjos, encarnados, podem até mesmo serem ateus. Você pode encontrar anjos com visões totalmente religiosas, com muita coisa da Bíblia, assim como pode encontrar Anjos que são totalmente fora desse padrão.
   Anjos, por essência, são espíritos Livres, portanto, é muito difícil que um anjo consiga se relacionar amorosamente com outra pessoa que também não seja um Anjo, afinal de contas, relacionamentos tendem a prendem em vez de libertar, e o Anjo, mesmo que ainda não seja desperto, carrega dentro de si a sensação de liberdade, e não suporta nada que o faça sentir impedido ou preso e, mesmo entre anjos, as vezes é difícil existir uma relação amorosa. Essa é uma área que Anjos costumam ter muita dificuldade. Anjos são emotivos e sensíveis, podem chorar por qualquer coisa e ver a beleza e amor em tudo que olharem, mas ao mesmo tempo, como falado anteriormente, existem "Anjos Maus", e esses já chegam no Planeta com más intenções e, quando despertam, dão seguimento aos seus planos. Mas um dia na vida do Anjo, ele descobre que o bem e o mau são apenas ilusão, e que tudo na verdade é parte da mesma coisa, mas como as pessoas estão acostumadas com o conceito dual de luz e trevas, então que fique bem claro que existem anjos trevosos, e esses costumam trabalhar junto de draconianos.
   Anjos tem um magnetismo que atraem todos os tipos de pessoas, e principalmente aquelas que precisam de ajuda. Um Anjo encarnado, vai se deparar muitas vezes em sua vida com pessoas conhecidas e desconhecidas, que nunca falou na vida, chegarem contando seus problemas e sua vida no geral, esperando algum conforto, ou até mesmo apenas fazendo isso para desabafarem. Essas pessoas depois se sentem muito bem, mesmo que apenas tenham desabafado.
   Anjos raramente conseguem se reunir em grupos. Primeiro porque geralmente pensam todos diferentes, e segundo porque gostam de trabalhar sozinhos, mas quando da certo de reunir um grupo de Anjos, onde todos pensam diferente mas são abertos e respeitosos, é o melhor clima que se pode ver. Anjos podem ser guardiões, guerreiros, líderes, restauradores, e muitas outras coisas. Nem todo anjo porta uma espada e nem todo anjo é guardião da humanidade.




   Para concluir o texto de hoje, gostaria de dizer que foi um texto muito prazeroso de estar escrevendo, e que eu espero, do fundo de meu coração, que possa ajudar muitas pessoas, mesmo que elas não sejam Anjos. Caso você tenha chegado até aqui única e exclusivamente por esse assunto, eu aconselho que continue suas pesquisas e estudos, e não deixem de acreditar. Não só os Anjos existem, como eles também estão entre nós. Levam uma vida normal, como qualquer outra pessoa, e poucos são os despertos, ou seja, que sabem que realmente são anjos. Gostaria de deixar uma dica de estudo para vocês. Existe um grupo que é chamado de Crimson Circle (círculo carmesim), e é um grupo voltado para anjos encarnados, que são trabalhadores da luz. O grupo trabalha com uma série de canalizações que ajuda as pessoas a despertarem e a relembrarem quem são, bem como relembrarem tudo o que elas já sabem, afinal de contas, ninguém tem nada a ensinar a ninguem, já que todos tem o conhecimento dentro de si mesmo. Procurem o Círculo de Carmesim, caso queiram entrar fundo no despertar. O CC, apesar de utilizar o nome Anjo de forma genérica, afinal não é um grupo que é específico para Anjos em essência, que estão encarnados, já que eles usam o nome anjo para um determinado grupo de pessoas, é um grupo que tem muitos anjos encarnados em essência e, para quem é realmente um Anjo, eu afirmo que todo o material das canalizações deles irá ajudar e muito no despertar e crescimento de vocês.
   Para quem se interessar, temos um grupo no facebook, ainda engatinhando, que é reservado para anjos encarnados despertos. Se você é desperto, é bem vindo, e caso não seja mas quer descobrir, também é bem vindo. Esse é o grupo Anjos Encarnados (clique no link).
   No mais, pessoal, repito aqui que um Anjo não é mais que ninguém, e assim como um Anjo, qualquer outra essência tem o mesmo valor perante esse Universo. Eu poderia escrever um texto desses sobre todas outras essências, mas como eu tenho mais intimidade com os Anjos, resolvi focar em uma só.
   
Espero que todos tenham gostado da leitura.

Que todos vocês permaneçam na paz e amor Universal.

Fonte: http://lightworkers33.blogspot.com.br/2015/01/anjos-encarnados-ou-anjos-humanos.html

quinta-feira, 21 de maio de 2015

UFO's na Amazônia

Introdução à Operação Prato


A operação prato está entre os eventos de avistamento e talvez contato com OVNIS de maior repercussão e evidencias já relatados no Brasil. Nos anos 1977 e 1978, a Força Aérea Brasileira registrou uma série de relatos sobre avistamentos de objetos luminosos nos céus do município de Colares, pequena cidade do estado do Pará. Os relatos foram muitos e vários supostos testemunhos disseram ter visto luzes semelhantes. O assunto logo se alastrou e espalhou certo temor na população. Em função da repercussão, não tardou para que a Força Aérea iniciasse investigações sobre o caso na cidade paraense através do Comando Aéreo Regional de Belém.




A operação teve início no ano de 1977 com o comando do capitão Uyrangê Bolivar Soares Nogueira de Hollanda Lima, que, inclusive, nomeou a missão. Sua equipe foi composta por mais vinte militares e tinha o objetivo de investigar a região que é litorânea. Os investigadores militares se equiparam com câmeras fotográficas e filmadoras para observar e registrar as estranhas aparições relatadas pelos moradores. Naquela ocasião, o assunto tomava conta dos noticiários e das conversas entre os populares, muitas pessoas deram entrada nos hospitais da região com estranhas queimaduras que alegavam terem sido causadas pelas luzes do céu. Popularmente, os acidentes eram chamados de chupa-chupa e causavam euforia.

A equipe do capitão Hollanda Lima reestabeleceu a ordem na cidade durante os quatro meses que permaneceu no local. No entanto, não foi registrada nenhuma ocorrência. Pelo menos, esta foi a história que o capitão sustentou até 1997, quando concedeu uma entrevista em que revelou que sua equipe testemunhou manifestações estranhas, absolutamente desconhecidas na natureza. O capitão desmentiu a versão oficial e contou que sua equipe fez sim registros em fotos e em vídeos de objetos luminosos e de gigantescas naves realizando movimentos impossíveis para a tecnologia terrestre. De acordo com o novo relato, havia uma grande nave que emitia luzes de diferentes cores que liberava e recolhia luzes menores, que funcionavam como uma espécie de sonda. A equipe também coletou depoimentos da população que versavam sobre a existência de seres luminosos saídos do interior da nave. A denominação popular de chupa-chupa ocorreu em função de relatos sobre pessoas que eram capturadas por esses seres luminosos e que tinham o sangue sugado.




Em 1997, ocorreu a histórica entrevista de Hollanda à Revista UFO. Seu conteúdo é chocante e mostra duas coisas com excepcional clareza: primeiro, a que ponto a Força Aérea Brasileira (FAB) chegou em sua determinação de conhecer o Fenômeno UFO, através de uma equipe de militares. Segundo, a coragem do chefe de tal equipe em empreender uma operação inédita e arriscada, mas que foi coroada de êxitos – que, infelizmente, são do conhecimento de pouquíssimos brasileiros. Hollanda era um militar ímpar, homem de fibra e resolução, que talvez tenha sido o único do mundo a passar pelas experiências que viveu na Floresta Amazônica – justamente no comando de um programa oficial, e não de uma aventura qualquer. Homem extremamente objetivo, impressionantemente culto e com vívida memória de inúmeros episódios de sua carreira militar – especialmente em relação à Ufologia –, Hollanda recebeu a Revista UFO em seu apartamento em Cabo Frio, litoral do Rio de Janeiro, para uma longa e proveitosa entrevista, em junho de 1997. Das 48 horas em que o editor A. J. Gevaerd e o co-editor Marco Antonio Petit passaram em sua residência, colheram uma valiosíssima quantidade de informações ufológicas inéditas e assustadoras. Sua atitude de quebrar um silêncio militar de 20 anos sobre o assunto não se deu por acaso.

A Operação Prato foi executada entre os anos de 1977 e 1978 e seu relatório final, escrito pelo capitão Hollanda Lima, dizia que não havia indícios de seres extraterrestres na cidade de Colares, o que ele negaria depois de supostamente testemunhar aparições também na região. A Força Aérea Brasileira decretou o fim da operação e o retorno da equipe. Curiosamente, o capitão Hollanda Lima foi encontrado morto em sua casa no dia dois de outubro de 1997, dois meses após a entrevista em que desmentiu o relatório da Força Aérea. O material que recolheu no Pará começou a ser liberado ao público no ano de 2008.

Entrevista do Coronel Hollanda.





Abaixo a polêmica entrevista sobre a operação prato com o Brigadeiro da reserva da FAB para o programa Conexão Repórter do SBT. José Carlos Pereira comandou por dois anos, o COMDABRA - Comando de Defesa Aeroespacial Brasileiro. Por quatro anos, ficou a frente do alto comando da força aérea. Hoje na reserva, o Brigadeiro afirma que ajudou a manipular a verdade.







Fonte:

http://www.infoescola.com/curiosidades/operacao-prato/

http://www.portalufonet.com/operacao_prato/operacao_prato.htm


sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Estados Unidos e Rússia estão se preparando para o retorno do Planeta X Nibiru

Estados Unidos e Rússia estão se preparando para o retorno do Planeta X Nibiru


Marshall mestrado foi recentemente entrevistado por George Noory em Coast to Coast onde ele compartilha sua fé e as evidências que mostram evidências de que  o Planeta X Nibiru  continua o seu caminho entrando em nosso sistema solar, em seguida, cada vez mais perto da Terra, onde ele está começando a ter os seus efeitos sobre o clima e geologia. Marshall Masters é um ex-repórter da CNN ciência, produtor, escritor freelance e analista de televisão.






"Alguma coisa grande está vindo - disse Marshall Masters-e não é apenas um planeta, mas eu acho que é um mini-sistema solar, com um sol, uma anã marrom no centro, que é cerca de duas vezes maior do que Júpiter e está localizado fora do nosso sistema solar, mas na fase de aproximação. Um dos objetos mais extremos que orbitam Dark Star e Nibiru foi observado e apelidado de "Tremoço.''  Nibiru em breve será visível no plano da eclíptica do Sol, e não o horizonte da Terra. "




O que eles estão preparando os Estados Unidos e a Rússia? Construído cerca de 5000 bases subterrâneas
O tema do conhecimento de informações do governo sobre o planeta Nibiru e seu retorno em nosso sistema solar, tem sido o centro das atenções em uma recente entrevista com Bob Fletcher e Alex Jones de Infowars. Bob,que foi uma figura chave no 'Irã-Contra, apresentou algumas de suas idéias que sustentam a história do planeta Nibiru e escreveu no site Altheadlines.com.





Algumas das questões levantadas na entrevista são os seguintes:
Por que trilhões desapareceram dos cofres do estado - e foi relatado que a maioria dos "Fort Knox ouro desapareceu. Como assim?
Por que o governo vai construir cerca de 1.000 instalações subterrâneas, bem como ajudar os russos e de outros países ao redor do mundo na construção de cerca de 5.000 instalações subterrâneas?
Ele acredita que o governo está totalmente antecipando "um impacto catastrófico do céu." A descrição da terminologia foi utilizada no contrato com a Rússia, a fim de pedir ajuda quando necessário com a FEMA (Federal Emergency Management Agency, EUA).
Bob passou a discutir a questão em algum tempo, em 1983, que tinha provas de que Nibiru está voltando, e foi um dos principais motivos para a escalada da construção de bases subterrâneas.






Se você olhar para o comportamento do governo associado a um aumento dos gastos militares e preparação para desastres, bem como a construção de estruturas subterrâneas, parecem ser coordenado com o retorno esperado de Nibiru, ou o "décimo planeta".
Algumas outras dicas são: informações sobre erupções solares, que serão em ascensão, assim como os planetas no nosso sistema solar está passando por anomalias, tais como, aquecimento (mas não devido ao aumento da atividade do sol), e suas órbitas são " mover-se " como um resultado do que somos influenciados por uma entidade situada além da órbita de Plutão. Para a entrevista completa e informações mais detalhadas contidas neste artigo, consulte a transcrição da entrevista no vídeo abaixo.


Fontes: http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=P1-0xVXc_YU
            http://issoeofim.blogspot.com.br/2013/10/estados-unidos-e-russia-estao-se.html

Alquimia

Alquimia 


O significado da Alquimia pode assumir diversas conotações de acordo com o contexto em que é aplicada e da forma como é interpretada.
A alquimia pode ser considerada uma modalidade de ciência, talvez a mais antiga da história da humanidade, que originou diversas outras, inclusive a química contemporânea. Porém, não é possível classificá-la apenas como uma ciência. Isto porque, na alquimia, inclui-se diversos elementos místicos, filosóficos e metafóricos; além de uma linguagem simbólica e interpretativa.




 Assim, podemos classificá-la genericamente como uma antiga tradição que combina química, física, arte e ocultismo.
Por esse motivo, a alquimia também é classificada como uma ciência ou arte hermética. 

Neste caso,hermético é uma alusão direta ao lendário Hermes Tris- megistus e significa de difícil acesso e compreensão, reservado apenas para os Iniciados nas artes ocultas.
Esta camada de incertezas relaciona-se também quando se discute a origem da palavra. 
Alquimia pode ser originada no vocábulo árabe kimia, que por sua vez, deriva-se da palavra egípcia keme, que significa terra negra e era uma das formas usadas para referir-se ao Egito, país onde provavelmente surgiu a alquimia.
Ainda, pode-se considerar que a palavra tenha surgido da expressão árabe al khen que tem raiz grega na palavraelkimya e significa o país negro. Também cogita-se uma origem direta no grego, na palavra chyma que se relaciona à fundição de metais.
Os preceitos da alquimia se encontram condensados na misteriosa Tábua Esmeralda. A esmeralda era considerada a pedra preciosa mais bela e com uma simbologia maior.
Uma das características principais dos tratados alquímicos é a linguagem complexa e rebuscada na qual são redigidos. Durante a Idade Média, isto poderia ser um recurso usado pelos alquimistas para que não fossem alvo da perseguição da Santa Inquisição. Porém, também é possível que os autores tentassem ocultar as fórmulas, de modo que apenas outros alquimistas compreendessem.




 Símbolos e objetivos

Na linguagem alquímica encontra-se associação de símbolos astrológicos com metais. O Sol, por exemplo, é associado ao ouro; a Lua representa a prata; Marte associa-se ao ferro enquanto Saturno ao chumbo. Animais (mesmo mitológicos como o dragão) e suas características também são usados para definir os elementos e as substâncias e os processos ao qual são submetidos. O unicórnio ou o veado é usado para representar o elemento terra; o peixe representa a água; pássaros fazem referência ao ar e salamandras aludem ao fogo. Ainda, o sal é normalmente representado por um leão verde. A fase de putrefação do processo alquímico é representada por um corvo.
Esta simbologia alquímica é encontrada até mesmo mesclada com ícones do cristianismo medieval. Por exemplo, nas seculares catedrais góticas, há uma imensa combinação de imagens cristãs com animais, símbolos químicos e zodiacais.





De forma geral, pode-se definir três objetivos básicos da alquimia. O primeiro e, conseqüente- mente, mais importante é produzir a chamada Pedra Filosofal (ou mercúrio dos filósofos, entre outros diversos nomes) que seria uma substância obtida a partir de matéria-prima grosseira.

Através da Pedra Filosofal seria possível atingir os outros objetivos, que seria a transmutação da matéria (metais inferiores transformados em ouro) e produzir o Elixir da longa vida, uma espécie de medicamento universal que tornaria a pessoa que fizesse uso, imune a qualquer doença. Os sábios alquimistas ocidentais afirmavam que a obtenção de ouro foi um fracasso pela falta de concen- tração e preparação espirituais dos que realizavam as experiências.
Ainda, entre os alquimistas, há uma idéia de criar vida humana de modo artificial.

 O homúnculo(do latim, homunculus, pequeno homem) seria uma criatura de aproximadamente 12 polegadas de altura que poderia ser criada através de sêmen humano colocado em uma retorta totalmente fechada e aquecida em esterco de cavalo durante 40 dias. Assim se formaria um embrião. Possivelmente, Paracelso foi o primeiro alquimista a divulgar este conceito.
Porém, é provável que a verdadeira intenção dos alquimistas era promover uma profunda mutação na alma e na natureza humana. Este objetivo fica camuflado sobre fórmulas químicas e simbologias complexas.


A alquimia na história

Na China, a prática da alquimia estaria associada ao Taoísmo, que é o ensinamento filosófico-religioso chinês. Além da associação à filosofia védica, na Índia, por volta do ano 1000 a.C., que apresenta semelhanças com alguns fundamentos alquímicos. No Egito antigo, era considerada obra do deus Thoth (divindade associada à Hermes Trismegistus. 



Ainda no Egito, na cidade de Alexandria, a alquimia recebeu influência da filosofia neoplatônica, que se baseia no conceito de que a matéria, apesar de múltiplas aparências, é formada por uma substância única. Esta seria a justificativa para a transmutação almejada pelos alquimistas através da fusão dos quatro elementos fundamentais da Antigüidade: fogo, ar, água e terra.
De qualquer forma, a alquimia floresceu realmente a partir de meados do século VII, quando os povos árabes invadiram o Egito. Assim, o acervo de escritos alquímicos foram traduzidos para os idiomas árabes e sírio. Aproximadamente 300 anos depois, em meados do século X, os mulçumanos introduziram a alquimia no continente europeu, mais precisamente, através da península ibérica, na Espanha.




No século XIII, o conceito de quatro elementos primitivos e geradores da natureza (água, fogo, terra e ar), foi substituído pela idéia de que havia apenas três elementos básicos: mercúrio, enxofre e sal. O alquimista árabe Abu Musa Jabir ibn Hayyan al Sufi (conhecido como Geber) concluiu que os metais eram gerados no interior da Terra e compostos de mercúrio e enxofre. 
Acreditava-se que ouro e prata eram compostos de mercúrio e enxofre em sua forma pura. Enquanto os outros metais eram formados com enxofre impuro. Dessa forma, concluiu-se que, se através de um processo adequado, fosse possível "purificar" o enxofre, este poderia facilmente ser transmutado em ouro.



No ano de 1525, surgiu uma espécie de "escola de químicos" fundada por Paracelso. A Iatroquímicos(iatros, do grego, médico) tinha como objetivo principal encontrar um meio de que a humanidade se tornasse totalmente imune às doenças naturais. Porém esta causa poderia também ocultar a intenção de encontrar o chamado Elixir da longa vida. Foi também entre Paracelso e os iatroquímicos que surgiu o conceito de quintessência, que neste caso, seria equivalente ao "elemento divino".




Entre os alquimistas mais célebres da história, destacam-se Tomás de Aquino, Paracelso, Nostradamus, Nicolas Flamel e Francis Bacon. Além do lendário Conde de Saint Germain, que teria encontrado a Pedra Filosofal e o Elixir da longa vida.
A alquimia medieval é a responsável pelas bases da química moderna. Além disso, os alquimistas contribuíram imensamente com a medicina contemporânea e deixaram como legado de alguns procedimentos que são utilizados até hoje, como o "banho-maria" (em alusão à alquimista conhecida como Maria, a Judia).

 Porém, a maior influência da alquimia encontra-se nas ciências ocultas ocidentais agindo diretamente na sabedoria e natureza humana.

FONTE: http://www.spectrumgothic.com.br/ocultismo/ciencias/alquimia.htm

quarta-feira, 3 de julho de 2013

O E.T de Varginha - Argumentos concretos sobre sua existência.

CASO VARGINHA


Na manhã de 20 de janeiro de 1996, algo extraordinário aconteceu na cidade de Varginha, sul de Minas Gerais. Duas estranhas criaturas foram observadas por moradores de um bairro da cidade e depois capturadas por uma unidade do Corpo de Bombeiros local, em conjunto com uma pequena tropa do Exército. Ambas as instituições insistem veementemente em negar que tais fatos aconteceram, porém mais de cem testemunhas oculares das ocorrências as descrevem detalhadamente. Entre elas, prestando seus depoimentos sob sigilo, estão alguns dos próprios militares que participaram do processo de captura e transporte das criaturas, e posterior acobertamento de informações. 

O Caso Varginha, incidente ufológico apontado como o mais notável do gênero em todos os tempos no Brasil, completa 17 anos em janeiro. Localizada no sul de Minas Gerais, Varginha entrou para o mapa-múndi da ufologia após três garotas relatarem ter ficado frente a frente com um ser extraterrestre. O fascínio da história, além desse contato imediato de terceiro grau, estava ligado a um fato defendido pela comunidade ufológica, que patrocinou uma romaria à cidade mineira. Segundo ela, o Exército brasileiro, a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros teriam capturado em 20 de janeiro de 1996 duas criaturas de outro planeta e as conduzido para análises em hospitais e necrópsia em Campinas (SP). Estas instituições, de acordo com os ufólogos, sonegavam, desde então, a divulgação desses fatos.




Teoria Militar


A história oficial, contada pelos militares para o suposto ET avistado pelas três garotas após sete meses de investigação. Para o tenente-coronel Lúcio Carlos Pereira, encarregado do IPM, elas viram, na verdade, um homem popularmente conhecido como “Mudinho”. Ele costumava ficar agachado (mesma posição em que estaria o ET, segundo os relatos) e provavelmente apresentava algum desvio mental. Segundo o Exército, o ET nunca existiu. Na época, “Mudinho” tinha cerca de 30 anos e morava com a família em frente ao terreno onde as garotas afirmaram ter visto a criatura. Ainda hoje, esse morador é visto regularmente agachado recolhendo objetos do chão, como cigarros e galhos.

“(É) mais provável a hipótese de que este cidadão, estando provavelmente sujo, em decorrência das chuvas, visto agachado junto a um muro, tenha sido confundido, por três meninas aterrorizadas, com uma ‘criatura do espaço’”, escreve ele, que juntou aos autos um estudo fotográfico que simula a semelhança entre o cidadão e o suposto ET.




Contatos com as "criaturas"


Uma sequência de fatos ufológicos relatados em uma semana de janeiro de 1996 e uma movimentação incomum de militares em Varginha fizeram especialistas no tema acreditar que seres de outro planeta estiveram na cidade. Primeiro, naves espaciais teriam sido avistadas no céu da região. E, em seguida, correu a história do contato imediato com criaturas e a movimentação de Bombeiros e do Exército para capturar e levar ETs para análises em hospitais.

Por volta das 15:00hs, uma criatura encolhida perto de um prédio do Jardim Andere (perto do local onde a primeira criatura foi capturada). As meninas disseram a Ubirajara que a criatura tinha 3 protuberâncias na testa e que se parecia "com o demônio". Depois do encontro correram aterrorizadas para casa e contaram o que ocorrera à mãe de duas delas. Enquanto isso, os bombeiros e militares tinham sido avisados pelos assustados vizinhos sobre a Segunda criatura, que como a outra, parecia ferida. A rua ficou cheia de uma multidão que viu como os bombeiros e militares capturaram o ser para logo desaparecerem.

Aparentemente, a primeira criatura capturada no Sábado de manhã, foi levada para a Escola de Sargentos de Três Corações, ao sudeste de Varginha. Contudo, nenhuma das autoridades que intervinham no caso revelaram o que ocorreu depois. Sabe-se apenas que um policial que esteve presente no incidente do Sábado de manhã tinha sido ferido pela criatura.

(*) Dois dias depois, o policial morria no hospital local. Oficialmente a casa da sua morte foi pneumonia, porém, quando a sua família pediu mais informações, as autoridades médicas negaram-se a fornecê-las.
Averiguaram que a segunda criatura fora internada no hospital regional de Varginha na últimas horas da tarde.
No mesmo dia ou manhã seguinte, a criatura, que como a outra estava ferida, era transferida para o hospital Humanitas de Varginha, situado a 1,5km de distância do outro hospital. O Humanitas, segundo fontes médicas, teria mais recursos para tratar de seus ferimentos. 




Relatos das Testemunhas  


Testemunhas do hospital Humanitas disseram que a criatura não resistiu e que foi declarada morta às 18:00hs daquela tarde do dia 22 de janeiro. Logo em seguida, pelo menos 15 médicos, vários oficiais militares, policiais e bombeiros entraram no quarto onde jazia a criatura em um ataúde de madeira. Parece que um dos médicos introduziu uma pinça cirúrgica dentro da diminuta boca da criatura e retirou lentamente uma língua branca. Em seguida, ao abrir a pinça, a língua retraiu-se de imediato.

As mesmas testemunhas também disseram que a criatura tinha 3 dedos e, novamente, 3 protuberâncias na testa. Não possuía órgãos sexuais, mamilos e umbigo. Parecia ter articulações nas pernas, que estavam feridas e enrugadas e sua pele coincidia com as primeiras descrições: de cor marrom e textura oleosa.

Em seguida, a tampa do ataúde foi aparafusada e dois militares com máscaras e luvas envolveram-no em um invólucro de plástico negro antes de guardá-lo em um caminhão estacionado do lado de fora. Bem cedo na manhã, um comboio de caminhões militares saiu de Varginha. Acredita-se que a criatura tenha sido transportada para a Unicamp, a 320km ao sul de Varinha. 

Novos acontecimentos indicam que no acidente havia uma terceira criatura. Em fevereiro de 1996, quando um motorista fazia uma curva na estrada, os faróis de seu furgão iluminaram uma estranha criatura a 50m de distância. Quando o assustado motorista freou, viu que a criatura levantava a mão para proteger os olhos, "de cor vermelho-sangue", da luz para depois se perder no meio da noite. O motorista disse também que o ser tinha 3 ou 4 dedos em cada mão.




Outro fato intrigante do Caso Varginha é a morte de um policial militar supostamente em decorrência de um vírus estranho adquirido de um ET que teria sido capturado por ele. Marco Eli Cherese tinha um quisto debaixo da axila esquerda e já havia algum tempo tinha programado uma cirurgia para retirá-lo, segundo Maurício Antonio Santos, então comandante do 24º Batalhão da Polícia Militar de Varginha. “O falecimento ocorreu em função de uma forte infecção hospitalar após a operação”, contou o comandante, que fez constar do IPM cópias do laudo médico realizado pelo Instituto de Propedêutica e Diagnóstico de Varginha um dia após a morte do policial. “O ex-soldado Cherese não estava envolvido em nenhuma ocorrência com extraterrestres”, encerrou a testemunha. 

Fruto de fantasia ou não, o fato é que a cidade mineira abraçou a causa dos UFOs. Uma gigantesca caixa d’água em formato de nave espacial e pontos de ônibus que lembram discos voadores podem ser avistados na cidade. O ET é o mascote de Varginha.


Abaixo uma matéria em vídeo sobre o caso, com relatos das testemunhas que tiveram o contato com o suposto alienígena




Fontes: http://arquivoconfidencial.blogspot.com.br/2006/01/1996-o-caso-varginha.html
http://www.istoe.com.br/reportagens/105958_A+HISTORIA+OFICIAL+DO+ET+DE+VARGINHA

terça-feira, 2 de julho de 2013

O Caso Roswell

Roswell

Considerado o maior marco da Ufologia Mundial o caso Roswell foi o mais impressionante relato e a mais absoluta prova do encobrimento do assunto Ovnis do mundo. O caso já faz mais de 50 anos e continua sendo referente no mundo.

Em 5 de julho de 1947, perto de Roswell, no estado americano do Novo México, um capataz chamado William Brazel viu no campo do Rancho Foster, onde trabalhava, destroços de algo que ele não conseguiu identificar. Recordou-se que no dia anterior, feriado da independência americana, ouvira um estrondo diferente de fogos de artifício e trovoadas. Então, lembrou-se do noticiário dos últimos dias: o piloto Kenneth Arnold falava em misteriosos objetos voadores que avistara no noroeste dos Estados Unidos. Aconselhado por vizinhos e pelo xerife, Brazel relatou o episódio à base aérea de Roswell.
Começava assim o que se tornaria o incidente mais famoso e controverso da ufologia, ainda hoje recheio de reportagens, livros, documentários, filmes e seriados de TV.

Naquela ocasião, o major Jessie Marcel, oficial da inteligência do 509o Grupo de Bombardeiros, foi ao rancho para recolher os destroços e preparar seu transporte para a Base de Carswell, em Fort Worth, no Texas. A ordem era não deixar vestígios do acidente e barrar os civis que se aproximassem. A população ainda estava excitada com a história de Arnold, ocorrida no dia 24 de junho. Embora o piloto tivesse descrito os objetos não-identificados como meias-luas que se moviam em círculos, a imprensa chamara os óvnis de discos voadores. Assim, o termo entraria de vez no vocabulário americano como sinônimo de espaçonave alienígena.



Para completar a euforia, o Roswell Daily Record de 8 de julho de 1947 dava em manchete: “Força Aérea americana captura disco voador num rancho na região de Roswell”. A notícia surgira de uma nota divulgada pelos militares e redigida pelo tenente Walter Haut. Seus superiores, no entanto, se apressaram em dizer que Haut havia cometido um erro porque não sabia o que estava acontecendo. No mesmo dia, a base de Fort Worth recebia o material para análise. A explicação oficial veio rapidamente: o óvni seria um balão meteorológico com radar de alumínio e madeira. A Força Aérea mandou dar um fim no primeiro texto, chamou a imprensa para fotos e distribuiu um novo texto, mandando as especulações para o espaço. Em poucos dias, o caso sumiu do noticiário.

O destino de Roswell começou a mudar três décadas depois, em 1978, quando Stanton Friedman, um físico nuclear que ganhava a vida dando palestras sobre óvnis, resolveu remexer no passado. Ele ouvira falar de Jesse Marcel e o localizou, mas como o ex-major não se lembrava da data do episódio, deixou a história de lado. Em 1979, o interesse de Friedman voltou depois que a testemunha lhe afirmou que os militares estavam acobertando a visita de um disco voador. Marcel contou que, antes de levar os restos do desastre para seus superiores, passara em casa para dar à família a chance de ver de perto um artefato extraterrestre. Afirmou também que o material levado por ele ao Texas não era o fotografado na sala do general Roger Ramey. Barras de metal resistente e folhas de algo parecido com alumínio teriam sido trocadas por pedaços de um balão meteorológico enquanto ele apontava o local do acidente na sala dos mapas. Pior: tinha sido obrigado a posar segurando os restos do balão. O ex-major disse que os pedaços recolhidos eram parte de um quebra-cabeça que o governo queria esconder. Ele defendia a tese de que se tratava de um disco voador.



CADÊ O CORPO?

No livro UFO Crash at Roswell (Queda de um Óvni em Roswell, sem tradução para o português), de Kevin Randle e Donald Schmitt, o agente funerário Glenn Dennis conta que, em 7 de julho de 1947, alguém da base aérea ligou em busca de informações sobre caixões, lacres e conservação de corpos. Dennis teria ido ao hospital e uma enfermeira, sua amiga, pediu para ele ir embora. Mais tarde, ela narrou detalhes de uma autópsia de ETs, o que teria resultado na sua transferência para a Inglaterra.
Nos anos 80, o tenente Walter Haut (o redator do primeiro comunicado da Força Aérea) virou figurinha carimbada em encontros de caçadores de marcianos com suas “novas provas”. Segundo ele, o coronel William Blanchard ditara cada linha da nota que seria distribuída à imprensa – inclusive o termo disco voador. “Ele me parecia seguro do que estava falando”, disse Haut na ocasião. Em 1990, recordou-se de uma reunião uma semana após o incidente. “Bem, nós demos um tiro no pé com aquela bobagem de balão. Era algum projeto de Alamogordo, e homens deles estiveram na nossa base mais tarde. De qualquer maneira, está feito”, teria dito Blanchard, nas palavras de Haut. No ano seguinte, ele inauguraria o Museu Internacional Ufológico de Roswell, junto com Dennis.



Em 1994, a Força Aérea americana divulgou um relatório em que admitia ter escondido algo em 1947. O que teria caído no Rancho Foster foi um balão do ultra-secreto Projeto Mogul, criado em Alamogordo para monitorar o programa soviético de armas nucleares. De tão secreto, estava classificado como A-1, a exemplo do Projeto Manhattan, que montou a primeira bomba atômica. Segundo os militares, os destroços recolhidos à base de Roswell eram do vôo número 4, lançado em 4 de junho de 1947. Outro relatório, divulgado às vésperas de o incidente completar 50 anos, explicaria quem eram os tais aliens. Os desastrados tripulantes do Novo México seriam bonecos de testes levados por balões de pesquisa que caíram fora dos limites das bases. Vestiam roupa de alumínio que protegia sensores das baixas temperaturas em grandes altitudes.

Seja qual for a verdade, o fato é que algo parece ter caído nas proximidades de Roswell naqueles tempos de Guerra Fria. Mas, quase 60 anos depois, não apareceu ainda uma prova definitiva do que ocorreu. Tanto que o Museu Internacional Ufológico de Roswell oferece 1 milhão de dólares a quem levar até lá sobras do que estaria guardado nos porões do governo americano. Cá entre nós, um prêmio tentador até para os mais céticos.

Para quem quiser assistir o documentário deste caso, está abaixo.



Matéria retirada de: http://super.abril.com.br/tecnologia/todos-discos-levam-roswell-445870.shtml

terça-feira, 25 de junho de 2013

Akhenaton, o faraó extraterrestre?

Akhenaton



Akhenaton foi um grande faraó da XVIII Dinastia egípcia, que governou por 16 anos, de 1352 a 1336 a.C. Foi muito importante para a história do Egito, pois durante seu reinado tentou realizar diversas mudanças na cultura egípcia.

Akhenaton mudou a capital do Egito, que antes do seu reinado era Tebas, para uma nova cidade que mandou erguer à qual nomeou de Akhetaton (ou Amarna).

Porém a mudança mais marcante realizada por Akhenaton foi na parte cultural/religiosa, quando destituiu o culto ao deus Amon e privilegiou o culto ao deus Aton, assim também tentando empregar uma cultura religioso monoteísta.



Contudo os mistérios em volta de Akhenaton não param por ai. Assim como em diversas culturas antigas, foram encontrados crânios deformados, na antiga cultura egípcia, um dos maiores faraós
Akhenaton, teria uma cabeça estranhamente alongada.  Os antigos faraós diziam proceder da linhagem direta dos deuses.



Da mesma forma que Akhenaton, sua esposa Nefertiti tinha um crânio estranhamente alongado, fruto de sua herança genética. O faraó possuía outras características físicas estranha, tinha um corpo afeminado. Pode ser o faraó alguma espécie de andrógino?

Os cientistas não puderam explicar exatamente o fato de o faraó ter essas características, então tentam encaixar Akhenaton numa síndrome chamada “Marfan”. Esta síndrome alargamentos das feições e do crânio, características femininas e uma clara infertilidade. Mas sabe-se que o faraó teve diversos filhos (inclusive Tutankhamon), onde não encaixa a história dos cientistas.



Akhenaton então seria um extraterrestre? Muitos levantam essa teoria e que de certo modo faz muito sentido, sua estranha forma física, e as radicais mudanças feitas no Egito teriam sido um fruto de um plano de extraterrestres, veja mais detalhes no documentário do History Channel.





segunda-feira, 24 de junho de 2013

Rádio Fantasma UVB-76 - "The Buzzer"

UVB-76



UVB-76 é uma estação de rádio de ondas curtas, que geralmente é transmitida na frequência de 4625 kHz. É conhecida entre os ouvintes de rádio pelo apelido de The Buzzer. Ela possui um monótono sinal, repetindo a uma taxa aproximada de 25 tons por minuto, durante 24 horas por dia.

A estação tem sido observada desde cerca de 1980. Em raros casos, o sinal de alarme é interrompido e uma transmissão de voz em russo ocorre. Apenas três ou quatro eventos desse tipo foram relatados desde 1982. Há muita especulação, no entanto, o verdadeiro objetivo desta estação ainda é misterioso.
A estação transmite um som vibrante, que dura 0,8 segundos, pausando por 1, 1, 3 segundos, e repetindo-se 21-34 vezes por minuto. Um minuto antes de cada hora, o tom de repetição é substituído por um som contínuo, que continua por um minuto até que o tom de repetição volte a ser transmitido. Entre as 07h00min e 07h50min GMT, a estação transmite com baixo consumo de energia, quando aparentemente a manutenção do transmissor acontece.

Existem algumas variações nos sons das transmissões. Abaixo o áudio de uma transmissão sem variação e com variação.

Com variação



Sem variação



A UVB-76 era transmitida pelo menos desde 1982 como repetitivos “pip” de dois segundos, mudando para uma campainha no início de 1990. Ela foi alterada brevemente para um tom mais alto e de maior duração (cerca de 20 tons por minuto) em 16 de janeiro de 2003, embora o este som tenha sido revertido para o padrão de tom anterior. Frequentemente, conversas distantes e outros ruídos de fundo podem ser ouvidos pela estação: isso sugere que o dispositivo é movimentado por trás de um microfone ao vivo e constantemente aberto (em vez de uma gravação de som ou automatizada sendo alimentada através de equipamentos de reprodução) ou que um microfone pode ter sido ligado acidentalmente. Uma dessas ocasiões foi em três de novembro de 2001, quando uma conversa em russo foi ouvida: (“Eu sou o 143º”. Eu não recebo o oscilador (gerador)”“. Isso é o que a sala de operações está emitindo.” ou “Essas são as ordens de operações.”)





Com isso muitas teorias foram criadas.

Teoria Alienígena



Como a ufologia estava em alta nessa época, não demorou a que supusessem a hipótese daqueles sinais serem um meio de comunicação com alienígenas que já se abrigavam na terra ou que estariam para vir. A teoria também dizia que os alienígenas usavam os sinais de radio para se comunicar entre si. Após relatos de intervenções humanas  durante as transmissões essa teoria perdeu força e muitos acreditavam que aquilo poderia ser um projeto militar




Teoria Sobrenatural


Ela surgiu por dois motivos: primeiro por que o governo disse desconhecer essa estação de rádio UVB-76 e que não pertencia em hipótese alguma ao governo russo, e também pelo fato de que umas interrupções da programação, uma série de coordenadas foi dito em russo. Para surpresa de muitos foi descoberto através de analises que as coordenadas indicavam para uma antiga estação de rádio em Povarovo, próximo a Moscou. Uma equipe que supostamente trabalhava para o governo foi até o local. O que foi encontrado assustou a todos. Estava tudo abandonado há muito tempo, existiam lugares inacessíveis, pois algumas portas bem reforçadas tinham escotilhas arrancadas, e não possuíam outro acesso.

Então assim surgiu a a teoria da “Rádio Fantasma UVB-76”. Muitos que espíritos aprisionados na estação estão tentando de alguma forma se comunicar através daqueles medonhos sinais ou de pequenas frases, coordenadas e alguns nomes.




Teoria Militar


Essa teoria propõe que rádios seja um sistema de comunicação com espiões que tem a função de transmitir informações para as missões. E novembro de 2010 foi gravado uma nova transmissão em voz militar e fortaleceu ainda mais esta teoria. Veja abaixo.